Apirac Serviços Notícias Associado Newsletter Directório ONS APIRAC Destaques  
   
 
 
   
 

Os setores da Refrigeração, Aquecimento, Ventilação, Ar Condicionado e Refrigeração (AVAC&R) têm atravessado nos últimos anos um processo de grandes transformações. As tarefas passaram a adquirir um estatuto de extrema complexidade, focadas em exigências - tecnológicas, ambientais, energéticas - e na satisfação e proteção ao cliente final.

Não há muitos setores de atividade que em tão pouco tempo tenham sido alvo de tanta regulamentação, legislação e preocupação. Para tudo isto só pode haver uma resposta por parte do Estado: fiscalização das empresas que escolhem esta atividade.

Recentemente foi publicada a Lei n.º 52/2018, que estabelece o novo regime de prevenção e controlo da “Doença dos Legionários”. Esta nova Lei procede ainda à quinta alteração ao Decreto-Lei n.º 118/2013, de 20 de agosto.

Entre as alterações trazidas pela nova legislação conta-se o agravamento das coimas nos casos de incumprimento - quem não tenha um plano de prevenção e controlo, não faça as auditorias obrigatórias ou não adote os procedimentos legais em situação de risco fica sujeito a coimas que, no caso de pessoas coletivas, vão dos 2.500 aos 44.890 euros.

Os equipamentos, redes e sistemas que apresentem maior risco de desenvolver a bactéria da Legionella ficam obrigados a ser sujeitos a auditorias de três em três anos.

A lei aplica-se a "todos os edifícios e estabelecimentos de acesso ao público", sejam de natureza pública ou privada, e abrange qualquer setor de atividade, desde que lide com "equipamentos de transferência de calor associados a sistemas de aquecimento, ventilação e ar condicionado ou a unidades de tratamento do ar". Estes equipamentos ficam agora sujeitos a registo, e os responsáveis ficam obrigados a definir um plano de prevenção e controlo, que terá de incluir uma análise de risco.

Também "sistemas inseridos em espaços de acesso e utilização pública que utilizem água para fins terapêuticos ou recreativos - termas ou piscinas - e que possam gerar aerossóis de água" ficam abrangidos por este quadro legal, mas com obrigações atenuadas - estão dispensados do registo, mas obrigados a elaborar o plano de prevenção.

Motivos mais do que suficientes para constituírem grande aliciante à participação no Encontro Nacional de Instaladores, 5.ª Edição, que terá lugar em Santarém, no CNEMA, no dia 18 de outubro.

   

 

    Nuno Roque
Secretário-Geral da APIRAC
   
     
   

Controlo Oficioso

    Plataforma ainda em construção
   

 

 

Na sequência da reunião tida em 26 de julho último com as Associações, na qual a APIRAC participou, e que oportunamente deu conhecimento aos associados na Circular n.º 27/2018, foi enviado pelo IMPIC uma carta informativa às empresas que irão ser objeto de controlo oficioso, carta essa que não é, ainda, a notificação para a apresentação da documentação necessária para efeitos do cumprimento dos requisitos, a qual será posterior.

A esse respeito, importa informar que a plataforma que irá centralizar a comunicação para o efeito ainda de se encontra em construção, pelo que o IMPIC ainda não procedeu à notificação definitiva às empresas.

Só as empresas que formalmente forem objeto da notificação de controlo oficioso é que poderão proceder à comunicação dos elementos.

Recorda-se que o IMPIC concede às empresas a possibilidade de, se for associada de uma Associação com a qual o IMPIC tenha Protocolo (como é o caso da APIRAC), a descarga da informação seja efetuada por intermédio da Associação, devendo a empresa autorizar a esta o uso da palavra passe, pelo que a APIRAC estrá à inteira disposição dos seus associados para o esclarecimento de quaisquer dúvidas que possam surgir e/ou fornecer o apoio tido por conveniente.

     
   
     
   

Movimento Industry4Europe

     
 

A APIRAC faz parte de uma ampla iniciativa que reúne atualmente mais de 130 associações europeias, denominada Industry4Europe, cujo objetivo é apoiar uma ambiciosa estratégia industrial de longo prazo da UE para garantir que a Europa continue sendo um centro de uma indústria líder, inteligente, inovadora e sustentável.

Pretende-se o estabelecimento uma política industrial adequada que dedique a devida atenção aos problemas do setor industrial da UE.

A última iniciativa foi a finalização do “Manifesto Industry4Europe”, que visa chamar a atenção dos membros do Parlamento da UE, também na perspetiva das eleições que terão lugar no próximo ano, para os problemas do sector industrial e torná-lo uma das prioridades da Agenda.

Recentemente, a APIRAC co-assinou o Manifesto que aponta para as próximas eleições europeias. Este manifesto está traduzido para 22 línguas e divulgado em todos os Estados-Membros, a fim de encorajar os futuros deputados a assumirem um compromisso e colocarem a indústria no topo da agenda política da UE no próximo ciclo governativo (2019-2024).

Neste Manifesto, os representantes dos setores industriais de todos os ramos convidam os futuros membros do Parlamento Europeu a comprometerem-se hoje a:

  • Colocar a indústria no topo da agenda política do Parlamento Europeu durante o próximo ciclo institucional (2019-2024);
  • Incitar a próxima Comissão Europeia a eleger a indústria como prioridade máxima do seu programa de trabalho quinquenal e a nomear um Vice-Presidente para a Indústria;
  • Encorajar a próxima Comissão Europeia a apresentar rapidamente uma estratégia industrial da União Europeia, ambiciosa e de longo prazo, que deverá incluir indicadores e estruturas de governação claros.
     
   
   

Indicadores Económicos

     
 

Vendas no Comércio a Retalho aceleraram para 3,8% - agosto de 2018

O Índice de Volume de Negócios no Comércio a Retalho registou uma variação homóloga de 3,8% em agosto (2,2% no mês anterior). Os índices de emprego, de remunerações e de horas trabalhadas ajustadas de efeitos de calendário, apresentaram taxas de variação homóloga de 2,3%, 2,9% e 0,0%, respetivamente (3,1%, 4,3% e 0,3% em julho, pela mesma ordem).

Produção Industrial registou uma variação homóloga de -2,9% - agosto de 2018

O índice de produção industrial apresentou uma variação homóloga de -2,9% em agosto (-1,3% em julho). A taxa de variação da secção das Indústrias Transformadoras foi de -2,1% (-1,2% no mês anterior).

Taxa de variação homóloga do IPC estimada em 1,4% - setembro de 2018

Tendo por base a informação apurada até à data do presente destaque, a taxa de variação homóloga do Índice de Preços no Consumidor (IPC) terá sido 1,4% em setembro de 2018 (o valor apurado para agosto foi 1,2%). A variação homóloga estimada do indicador de inflação subjacente (índice total excluindo produtos alimentares não transformados e energéticos) situou-se em 0,9% (0,6% observado em agosto). A taxa de variação homóloga do índice relativo aos produtos energéticos terá diminuído de 7,4% em agosto para 7,0% em setembro.

A variação mensal do IPC terá sido 1,1% (em agosto, o valor apurado foi -0,3% e em setembro de 2017 tinha sido 0,9%), estimando-se uma variação média nos últimos doze meses de 1,2%, valor idêntico ao registado no mês precedente.

O Índice Harmonizado de Preços no Consumidor (IHPC) português terá registado uma variação homóloga de 1,8% (o valor observado em agosto foi 1,3%).

Os dados definitivos referentes ao IPC do mês de setembro serão publicados no próximo dia 11 de outubro.

Valor da habitação subiu para 1 196 euros por metro quadrado - Agosto de 2018

O valor médio de avaliação bancária foi 1 196 euros em agosto, superior em 9 euros ao observado no mês precedente. Este valor representa um aumento de 0,8% relativamente a julho e de 6,6% face ao mesmo mês do ano anterior.

A taxa de desemprego de julho manteve-se em 6,8% - Agosto de 2018

Em julho de 2018, a taxa de desemprego situou-se em 6,8%, igual à do mês anterior, menos 0,3 pontos percentuais (p.p.) em relação a três meses antes e menos 2,1 p.p. que no mesmo mês de 2017. Desde setembro de 2002 que não era observada uma taxa de desemprego tão baixa como as de junho e julho de 2018.

Comparando com o mês precedente, a população desempregada diminuiu 0,5% (menos 1,9 mil pessoas) e a população empregada diminuiu 0,1% (menos 6,6 mil pessoas).

A estimativa provisória da taxa de desemprego de agosto de 2018 aponta para a manutenção da taxa desemprego no mesmo valor do mês anterior (6,8%).

Fonte: INE

     

   
   

APOIO À CERTIFICAÇÃO DE EMPRESAS - APIRAC no terreno

     
   

Apoio à certificação da empresa associada MOLLIER, Engenharia, Lda.

 

Novo apoio local prestado pela APIRAC finalizado com sucesso. Na semana passada dia 26 de setembro, quarta-feira, o Departamento Técnico teve uma pequena deslocação, ao Lumiar, à empresa associada MOLLIER, Engenharia, Lda. Para esta ação levámos um dossier organizado com toda a documentação técnica de acordo com a Especificação Técnica da CERTIF. No local procedemos à verificação das ferramentas e equipamentos de trabalho, e à finalização do dossier de certificação.

Na sexta-feira seguinte, dia 28 de junho, a empresa foi alvo da auditoria de inspeção por parte da CERTIF, tendo obtido a desejada certificação, correspondendo a todos os requisitos para a certificação da empresa.

Congratulamos e saudamos o Associado pelo sucesso na obtenção da certificação, seguramente um passo importante e necessário para o futuro desta empresa.

     
   
     
    Sistema APRENDIZAGEM
     
    APIEF inicia nova turma para a saída profissional de Técnico de Refrigeração e Climatização, nível 4
     
 

Na sequência da constituição da Bolsa de Entidades Formadoras Externas do IEFP para o período de 2018-2021, foram estabelecidas as novas turmas a considerar para início em 2018.

Neste contexto, a Delegação Regional de Lisboa e Vale do Tejo decidiu atribuir à APIEF 2 novas turmas, das quais a primeira está calendarizada para arrancar dia 5 de novembro próximo.

Os cursos de aprendizagem são cursos de formação profissional inicial, em conjugação com as empresas, dirigidos a jovens, privilegiando a sua inserção no mercado de trabalho e permitindo o prosseguimento de estudos. São cursos de dupla certificação, escolar (12º ano, nível 3) e profissional (nível 4).

Os candidatos devem reunir, cumulativamente, os seguintes requisitos:

  • Idade inferior a 25 anos;
  • 3º Ciclo do ensino básico ou superior, sem conclusão do ensino secundário;
  • Os formandos beneficiam de diversos apoios sociais.

O Plano Curricular é composto por componentes de formação Sociocultural, Científica, Tecnológica e Prática em Contexto de Trabalho, realizada esta última em empresas.

As empresas que pretendam constituir-se como parceiros deste processo terão possibilidade de acompanhar a evolução dos formandos e decidir pela eventual contratação de finalistas, sejam os que evoluíram nas suas empresas ou noutras entidades parceiras. Esta participação não tem qualquer despesa associada para as empresas.

Assim, convida-se as empresas a aderir, quer como parceiros quer divulgando junto de potenciais formandos interessados para as últimas inscrições ainda em aberto.



Mais informações: www.apief.pt

     
   
 
    AGENDA - CURSOS APIEF 2018
   

 

» LISBOA
Dra. Filipa Mendes
Tel: 213 540 011
Fax: 213 474 576
filipa.mendes@apief.pt formacao@apief.pt

» PORTO
Dra. Patrícia Maia
Tel: 222 088 837
Telm: 964 942 932
Fax: 213 474 576
formacao.porto@apief.pt

» GUIMARÃES
Dra. Maria José
Telm: 967 446 860
formacao.guimaraes@apief.pt

 

 
LISBOA
préinscr TÉCNICO DE REFRIGERAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO (Nivel 4) + info
22 out FLUORADOS CAT1 + info
29 out GTC II + info
26 nov PLANO DE MANUTENÇÃO + info
PORTO
15 out MANUSEAMENTO DE F. NATURAIS + info
29 out  BOMBAS DE CALOR - FASE2 + info
28 nov  SOLDADURA POR BRASAGEM COBRE/LATÃO + info
GUIMARÃES
18 out M&VCAI (Geral) + info
29 out DOMÉSTICOS DE AVAC&R (Prático) + info
26 nov FLUORADOS CAT1 + info

» Consulte AQUI toda a nossa AGENDA.
   
    Datas para pagamento de impostos
     

 
 
   
     
   

5º Encontro Nacional de Instaladores

   

18 de outubro | Auditório CNEMA, SANTARÉM


 

A APIRAC vai organizar o 5º Encontro Nacional de Instaladores, subordinado ao tema “2018, ANO DE TRANSFORMAÇÕES NO SETOR DO AVAC&R: Sustentabilidade, competência e inovação”. O encontro terá lugar no CNEMA, dia 18 de outubro, em Santarém.

Este evento constitui um fórum bienal com reflexões e debates que esclareçam e apontem caminhos para implementações diversas, que favoreçam e premeiem os diversos intervenientes para o cumprimento de objetivos e compromissos a que o Estado português, e este mercado em particular, está obrigado.

Nos painéis do Programa, muito focados na regulamentação em vigor, espera-se dos participantes que os compõem, pela sua responsabilidade na implementação e gestão das matérias em análise, contributos insubstituíveis para o enriquecimento do debate, com intervenções centradas nas suas especificidades junto da atividade de ”instalação, manutenção e assistência técnica de equipamentos de Refrigeração e AVAC”.

São quatro os painéis em programa:

  • NOVA DIRETIVA EPBD: NEAR ZERO ENERGY BUILDING, AS INSPEÇÕES E A GTC NA MANUTENÇÃO DE EDIFÍCIOS
  • GESTÃO DE RESÍDUOS: REEE E EMBALAGENS
  • GASES FLUORADOS COM EFEITO DE ESTUFA: DECRETO-LEI N.º 145/2017: O QUE MUDOU?
  • QUALIDADE DO AR INTERIOR: NOVA LEGISLAÇÃO PARA A LEGIONELLA

» Consulte aqui o PROGRAMA

» Formulário de Inscrição AQUI

Mais informações e contactos:
Departamento Comunicação & Imagem APIRAC
Dra. Sofia Sequeira
Email: sofia.sequeira@apirac.pt
Telemóvel: 967 830 990

     
   
     
   

Encontros Nacionais de Gestão Técnica Centralizada 2018 | “As novas políticas para a Eficiência Energética nos Edifícios e a suas implicações nos Sistemas de Gestão Técnica"

   

 

   

15 de novembro | Auditório LISPÓLIS, LISBOA
22 de novembro | Casa Diocesana, Seminário de Vilar, PORTO


 



Tendo em especial atenção a Diretiva relativa ao desempenho energético dos edifícios (EPBD), que foi recentemente publicada em 30 de maio, estamos também a organizar os encontros nacionais de gestão técnica centralizada calendarizados para 2018, com realizações em Lisboa (15 de novembro) e Porto (22 de novembro), para os quais contamos reunir cerca de 300 participantes.

Na APIRAC temos procurado ser muito ativos nos últimos anos para defender os interesses da Gestão Técnica Centralizada (GTC) e congratulamo-nos que a diretiva atual inclua várias alterações positivas importantes.

Enquanto estamos agora a trabalhar em contributos que possam favorecer a transição e implementação destas alterações, também a perspetiva de publicação de novas FAQ pela ADENE e a definição de NZEB – Edifícios de Energia Quase Nula – que terá obrigatoriamente acontecer até ao final deste ano, levaram a APIRAC, com as suas empresas Associadas que integram a Comissão de Sistemas de Gestão Técnica de Edifícios, a lançar-se na realização de novos Encontros de Gestão Técnica em Lisboa e Porto sob o tema “As novas políticas para a Eficiência Energética nos Edifícios e a suas implicações nos Sistemas de Gestão Técnica”.

Tal como aconteceu nos anteriores encontros, será entregue a todos os participantes um Guia Técnico com as atualizações tecnológicas e legislativas que ocorreram nos últimos anos. Pretende-se que seja um momento de análise das adaptações tecnológicas e de procedimentos que este novo edifício normativo imporá a este tipo de instalações técnicas nos próximos anos, contando para tal com os contributos de oradores de referência nos vários temas a abordar, assegurando assim que estas tardes de trabalho serão proveitosas para todos os participantes.

» Consulte aqui o PROGRAMA PROVISÓRIO

Mais informações e contactos:
Departamento Comunicação & Imagem APIRAC
Dra. Sofia Sequeira
Email: sofia.sequeira@apirac.pt
Telemóvel: 967 830 990

     
   
     
   

18.as Jornadas de Climatização - Reabilitação Energética de Edifícios em Cenários de Alterações Climáticas

   

 

   

25 de outubro | Auditório da Ordem dos Engenheiros, Lisboa

 

A Comissão de Especialização em Engenharia de Climatização, em colaboração com a secção nacional da REHVA e o capítulo português da ASHRAE, vai promover no dia 25 de outubro de 2018, as 18.as Jornadas de Climatização.

O evento deste ano incidirá sobre o tema "Reabilitação Energética de Edifícios em Cenários de Alterações Climáticas” e procurará aprofundar e divulgar o conhecimento das técnicas e práticas atuais neste domínio.

A Especialização em Engenharia de Climatização ciente da importância desta problemática e das exigências que advirão da publicação da recente Diretiva (UE) 2018/844 do Parlamento Europeu e do Conselho de 30 de Maio que altera a Diretiva 2010/31/UE relativa ao desempenho energético dos edifícios e a Diretiva 2012/27/UE sobre a eficiência energética não poderá deixar de dar total atenção.

» Consulte aqui o PROGRAMA

Mais informações e contactos:
Ordem dos Engenheiros - Gabinete de Assuntos Profissionais
Tel.: 213 132 613|662 |664
E-mail:gap@oep.pt

     
   
   
    Se pretender fazer um comentário ou deixar-nos a sua opinião, clique aqui!
   
Para remover clique aqui e escreva STOP.
 

Patrocinadores Newsletter